Plano de classificação

Ordem Terceira de CascaisData de Produção Inicial:1618-05-25Data de Produção Final:1922-04-02Nível de Descrição:FundoNome do Produtor e História Administrativa/Biográfica:Nome do Produtor: Ordem Terceira de CascaisHistória Administrativa: A Ordem Terceira da Penitência de S. Francisco pretendia assegurar o perdão de antigos pecados dos seus irmãos através do caminho da penitência. Ainda que os seus estatutos tenham sido aprovados em Portugal pelo Papa Paulo III, em 1547, não é possível garantir a data da sua instalação em Cascais, remontando as Ordenações conhecidas ao ano de 1679. Por escritura de 1844-09-26 passaria a coadministrar a Igreja dos Navegantes, em Cascais, com a Confraria de Nossa Senhora dos Prazeres e de S. Pedro Gonçalves Telmo. De acordo com os seus estatutos de 1911-06-19, aprovados pelo Governo Civil de Lisboa em 1913-11-24, tinha por objetivo «exercer o culto Católico» e «exercer a beneficência», pelo que «só podem fazer parte desta corporação os indivíduos […] que professem a religião Católica Apostólica Romana»História Custodial e Arquivística:O fundo foi transferido para o arquivo da Câmara Municipal de Cascais por intermédio de D. António de Castelo Branco, que o recolheu na Igreja dos Navegantes, eventualmente aquando das obras promovidas entre 1937 e 1942 na Igreja dos NavegantesÂmbito e Conteúdo:A documentação reflete a atividade da Venerável Ordem Terceira de S. Francisco da Vila de Cascais no domínio das funções definidas por compromisso e estatutos. O fundo é constituído por 4 secções: Constituição e Regulamentação da Ordem; Gestão Financeira; Património e Assistência; e por 42 séries: Ordenação, compromissos e estatutos (1693-1914); Atas de sessões (1853-1922); Correspondência recebida (1801-1911); Copiador de correspondência expedida (1887-1894); Editais (1892-1896); Relação de irmãos (1893); Registo de Irmãos (1728-1876); Diplomas de admissão (1790); Registo de irmãos que professam (1675-1876); Termos de eleições (1765-1886); Listas de contagem de votos em eleições (1837-1880); Registo de capelães e andadores (1694-1848); Registo de missas de capelas (1744-1894); Alvarás de quitação para cumprimento de legados pios (1818-1895); Relações de missas e formatura de procissão (1832-1872); Processos de pedidos de realização e procissões (1815-1827); Procuração, termos e mandado (1774-1878); Registo diário de receita e despesa (1746-1868); Registo anual de receita e despesa (1839-1920); Acórdãos do Tribunal Administrativo para aprovação de contas (1887-1911); Registo de importâncias entregues à Administração do Concelho (1888-1890); Registo de receita (1751-1906); Registo de cobrança de anuais (1794-1868); Registo de receita de capelas (1743-1861); Registo de cobranças de juros (1769-1897); Recibos de cobrança de juros (1889); Processos de empréstimo de capital (1759-1889); Registo de despesa (1751-1765); Documentos de despesa (1618-1883); Registo de ordens de pagamento (1842-1861); Ordens de pagamento (1842-1851); Orçamentos gerais (1869-1883); Relações de dívidas (1873-1889); Processos de dívidas (1677-1780); Registo de dívida em processo judicial (1782-1844); Inventário (1751-1862); Auto para emprazamento de capela (1671-1796); Escrituras (1664-1877); Sentenças cíveis (1749-1835); Termo de desistência (1619); Registo de irmãos pobres vestidos pela Ordem (1782-1896) e Processos para concessão de agasalhos (1830-1910). Comporta, ainda, Desenho picotado com motivo litúrgico (1900)Estatuto Legal:Documentação PrivadaNotas:Cota do fundo: E6. Por questões de preservação alguns livros foram acondicionados em pastas. O fundo encontra-se acondicionado em 25 cx. e 5 pt.Data(s) da(s) Descrição(ões):2013-06-01Código de Referência:PT/CMCSC-AHMCSC/AECL/OTC